Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sessão da Meia Noite

Comentários pessoais e (in)transmissíveis sobre cinema e televisão.

Sessão da Meia Noite

Comentários pessoais e (in)transmissíveis sobre cinema e televisão.

Who Killed the Electric Car

Um assunto muito atual são os carros elétricos e as suas vantagens sobre os de combustão convencional. No entanto, para a indústria automóvel este assunto já tem barbas e, em 2006 foi abordado por um documentário muito interessante e instrutivo acerca do poder da indústria do petróleo na eliminação de concorrentes.

 

Who killed the electric car 1.jpg

Who Killed The Electric Car - Quem Matou o Carro Eléctrico, 2006, de Chris Paine, com Martin Sheen, Tom Hanks, Mel Gibson, Alexandra Paul, Chelsea Sexton, entre outros.

 

Este documentário, que não teve estreia nacional, conta-nos a história de um carro com potencial para ser revolucionário na América, o GM EV-1 (General Motors Electrical Vehical 1), desde a sua criação em meados dos anos 90 até ao seu fim definitivo no início da década de 2000.

 

Who killed the electric car 2.jpg

 

Este carro foi desenvolvido pela General Motors e lançado na Califórnia do Sul como teste para ver a aceitação do público americano de um produto diferente. A sua aceitação foi grande pois muitas das figuras proeminentes do Estado (essencialmente atores e estrelas de televisão) perceberam as vantagens do carro e rapidamente aderiram.

 

Mas, com este tipo de  publicidade, este era um produto destinado ao sucesso, ou não?

 

Who killed the electric car 4.jpg

 

Uma iniciativa da própria General Motors (GM), começou a ser sabotada pela mesma GM. O argumento original da sua criação tinha sido os crescentes preços do petróleo. No entanto, a GM começou a ter receio que este modelo fizesse concorrência aos seus outros modelos convencionais e deixou de investir no projeto.

 

De igual modo, os carros que eram cedidos aos utilizadores num sistema de aluguer de longa duração, começaram a ser retomados devido à não renovação dos contratos de aluguer.

 

Who killed the electric car 5.jpg

 

Este documentário pega em testemunhos de utilizadores, políticos da altura e antigos dirigentes da GM, para desconstruir a linha de interesses que levaram ao fim do GM EV-1, um fim de tal modo radical, que retirou todos os exemplares de circulação.

 

Os principais motivos avançados para esta situação foram o receio das industrias petrolíferas em perder o monopólio dos combustíveis, o receio do aumento dos custos de curto prazo na indústria automóvel (relacionada com desenvolvimento e investigação) assim como a perda de receitas com uma diminuição das  manutenções.

 

Who killed the electric car 6.jpg

 

Trata-se de um documentário muito interessante e atual, sobre as forças resistentes a uma mudança imposta pelos monopólios instalados que, como vemos hoje em dia, era fútil, desproporcionada, e inútil.

 

No final, só atrasou o inevitável e acabou por prejudicar os mesmos de sempre: os consumidores.

 

Apesar de já ser antigo, este documentário é muito atual e merece ser visto, mais não seja, para se perceber que, como a natureza, não se pode impedir a evolução da história.

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.