Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Sessão da Meia Noite

Comentários pessoais e (in)transmissíveis sobre cinema e televisão.

Sessão da Meia Noite

Comentários pessoais e (in)transmissíveis sobre cinema e televisão.

Vicky Cristina Barcelona

Este filme é uma entrada longínqua na lista a ver do Sessão da Meia Noite, mais uma referência na longo obra de Woody Allen, datado de 2008, muito premiado, mas que não nos havia suscitado especial interesse até à data.

Foi assim, sem expectativas, que abraçamos este novo desafio.

Vicky Cristina Barcelona 1.jpg

Vicky Cristina Barcelona, 2008 de Woody Allen, com Rebecca Hall, Scarlett Johansson, Javier Bardem, Penélope Cruz, Chris Messina, Patricia Clarkson, Kevin Dunn.

 

O filme apresenta-nos uma história com acompanhamento de um narrador, que vai preenchendo as possíveis falhas na perceção da história e que, neste caso, resulta muito bem.

 

O argumento de Woody Allen conta-nos a história de Vicky (Rebecca Hall) e Cristina (Scarlett Johansson), duas amigas que vão passar o verão numa casa de amigos em Barcelona.

 

Vicky Cristina Barcelona 2.jpg

 

Vicky é uma pessoa centrada, objetiva e racional, com planos concretos para a sua vida, e está noiva de Doug (Chris Messina), que fica a trabalhar nos E.U.A.

 

Cristina é um espírito livre, descomplicada e sem grandes planos, à descoberta da vida e daquilo que ela tem reservado para si, para o seu futuro.

 

Instaladas na casa de Judy (Patricia Clarkson) e Mark (Kevin Dunn), acabam por conhecer um pintor espanhol – Juan Antonio (Javier Bardem), romântico e misterioso, que as vai envolver e ajudar a descobrirem sentimentos novos para elas, intensos, numa realidade distante da delas.

 

Atraídas pelo romantismo da situação, elas vêm-se arrastadas pelo turbilhão de emoções e sinceridade que lhes são oferecidas por Juan Antonio, e que começa com um fim de semana, a três, em Oviedo.

 

Vicky Cristina Barcelona 3.jpg

 

Ambas se sentem atraídas por Juan Antonio, mas Cristina adoece o que faz com que Vicky, ainda que contra a sua vontade, de início, passe a maior parte do fim de semana com Juan Antonio.

 

Juan Antonio vai ganhando a confiança de Vicky e, no final do fim de semana, o envolvimento entre ambos é completo. Cristina está completamente alheia a todos estes acontecimentos.

 

Logo após o romance de Oviedo, entra em campo a sobriedade metódica de Vicky, que a faz descer à terra e, dando continuidade ao seu plano de vida, decide que o seu romance espanhol não tinha futuro.

 

Cristina, sem saber de todas estas peripécias, começa um envolvimento intenso com Juan Antonio que culmina na sua mudança para a sua casa.

 

Vicky Cristina Barcelona 4.jpg

 

A relação entre ambos é, no entanto, perturbada pela entrada inesperada em cena de Maria Elena (Penélope Cruz), a ex-mulher de Juan Antonio.

 

Esta relação a três vai-se adensando e, complica-se de tal modo que Cristina irá começar a questionar a sua escolha e se aquilo que a relação lhe proporciona é, na realidade, o que ela procura.

 

Ao mesmo tempo, Vicky casa com o seu noivo, numa boda rápida em Barcelona, sempre tentando deixar ao largo os seus sentimentos por Juan Antonio, algo que Doug nem desconfia.

 

Vicky Cristina Barcelona 5.jpg

 

No final e com consequências diferentes para Vicky e para Cristina, elas conseguem descobrir o romance e o valor dos sentimentos mais intensos, o que tem resultados diferentes para Vicky e Cristina.

 

Esta história é o melhor exercício de escrita e realização de Woody Allen que o Sessão da Meia Noite viu nos últimos tempos. O argumento bem construído apresenta-nos duas mulheres modernas à descoberta dos seus sentimentos e dos seus anseios, na romântica Barcelona, que por si só é uma personagem do filme.

 

 

Rodeados pela beleza do Bairro Gótico, Sagrada Família, La Pedrera, Parque Guell, Hospital de Sant Pau, entre outros, vemos as personagens aprofundarem os seus sentimentos e descobrirem-se.

 

As representações são irrepreensíveis destacando-se Penélope Cruz (Óscar para melhor atriz secundária), Javier Bardem e Rebecca Hall.

 

Vicky Cristina Barcelona 6.jpg

 

Percebe-se perfeitamente a quantidade dos prémios que este filme acumulou, numa diferença clara com outros títulos de Woody Allen sobre o tema das cidades.

 

Por vezes a melhor maneira de valorizar um filme é abordá-lo sem expectativas e ser surpreendido pela sua qualidade como aconteceu neste caso.

 

Recomendado, sem dúvida.

Error running style: Style code didn't finish running in a timely fashion. Possible causes: