Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sessão da Meia Noite

Comentários pessoais e (in)transmissíveis sobre cinema e televisão.

Sessão da Meia Noite

Comentários pessoais e (in)transmissíveis sobre cinema e televisão.

Sonic Highways by Foo Fighters

A minha primeira divergência do tema base deste blog será sobre as séries televisivas. Para tal, eu escolhi fazer o meu comentário acerca de um documentário musical, em episódios, sobre uma das minhas bandas musicais favoritas: Foo Fighters.

 Sonic Highways cover.jpg

Sonic Highways, 2014, de Dave Grohl, Taylor Hawkins, Pat Smear, Chris Shiflett, Nate Mendel.

 

Este documentário de 8 episódios, homónimo do álbum que deu origem, celebra os vinte anos de carreira dos Foo Fighters de um modo bastante particular. Dave Grohl e companhia decidiram gravar o álbum – Sonic Highways, diferindo do modelo habitual de trabalho em estúdio. Cada uma das oito canções que compõem o disco foram gravadas num ambiente diferente, ou seja, cada uma numa cidade diferente.

 

Deste modo, cada cidade, cada estúdio diferente, cria um ambiente único para o “nascimento” de cada música que se pode verificar ao ouvir o álbum.

Este modo de criação especial serviu de base ao documentário, onde cada cidade mostra a sua história musical, as suas influências e como estas estão presentes nas músicas dos Foo Fighters.

 

Desde Chicago a New York, passando por Washington D.C., Nashville, Austin, Los Angeles, New Orleans e Seattle percebemos um pouco da história musical dos E.U.A, e como ela tem implicações diretas na música criada hoje em dia por artistas dos mais diversos estilos musicais e, obviamente, dos Foo Fighters.

 

Foo fighters washington.jpg

Foram reunidos contributos e comentários dos mais diversos e abrangentes profissionais do meio musical americano como: Rick Rubin, Chris Martin, LL Cool J, Chris Cornell, Duff Mackagan, Joe Walsh, Slash, Nancy Wilson, Pharrell Williams, Emmylou Harris, Joan Jett, Chuck D, Willie Nelson, Bonnie Raitt, Paul Stanley e Barack Obama, entre outros.

 

Este documentário leva-nos a sentir a musicalidade dos diferentes estúdios, a sua beleza e a importância que cada espaço particular tem para um músico e a sua influência no processo criativo.

 

No meio desta ambiência toda, cada música teve ainda participações especiais de artistas locais que contribuíram para tornar ainda mais especial este disco. Pessoalmente destaco a brilhante guitarra elétrica de Joe Walsh dos Eagles em “Outside” e a impressionante guitarra acústica de Zac Brown em “Congregation”.

 

Sonic-Highways-Foo-Fighters-Leak-Album.jpg

 

Tem também especial relevância o episódio sobre Seattle devido à carga emocional subjacente, e diferente dos restantes, uma vez que foca o nascimento e desenvolvimento da cena grunge e, obviamente, um pouco da história dos Nirvana e do suicídio de Kurt Cobain.

 

Este documentário representa um excelente exercício de história da música contemporânea moderna americana, onde nasceram muitas super bandas do século XX, nomeadamente dos anos 80 e 90, onde podemos perceber um pouco das suas raízes e influências.

 

Penso que é um excelente documentário para quem gosta de música e em especial Rock, numa época em que parece que as grandes bandas de Rock estão a desaparecer nos meios de difusão mais comuns, sendo substituídas por produtos em que “basta juntar água e mexer” mais simples ao ouvido.

 

 

Imperdível para fans de Foo Fighters.

“Every city has a sound. Every sound has a Story” Dave Grohl

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.