Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sessão da Meia Noite

Comentários pessoais e (in)transmissíveis sobre cinema e televisão.

Sessão da Meia Noite

Comentários pessoais e (in)transmissíveis sobre cinema e televisão.

O Prisioneiro de Alcatraz

Por vezes, quando andamos à procura de um título em particular, descobrimos outros que se traduzem em agradáveis surpresas. Foi o caso deste filme de 1962 com Burt Lancaster no principal papel.

 

birdman-of-alcatraz-1.jpg

Birdman of Alcatraz - O Prisioneiro de Alcatraz, 1962, de John Frankenheimer e Charles Crichton (não creditado), com Burt Lancaster, Karl Malden, Thelma Ritter, Neville Brand, Betty Field, Telly Savalas, Edmonton O'Brien, Hugh Marlowe, Whit Bissell, Craham Denton, James Westerfield.

 

O filme conta-nos a história de Robert Stroud (Burt Lancaster), um prisioneiro do sistema penal americano Robert Stroud no início do século XX, que se tornou possivelmente um dos prisioneiros mais "famosos" que passaram por Alcatraz.

 

birdman-of-alcatraz-2.jpg

 

Este drama prisional apresenta-nos a vida de Robert Stroud, baseado em factos verídicos, desde a sua pena em Leavenworth, a sua transferência e estadia em Alcatraz.

 

Burt Lancaster tem uma representação memorável de um homem de comportamento difícil e solitário, que por um acaso do destino, descobre que gosta de cuidar de aves e se torna um dos maiores estudiosos de ornitologia da altura, tendo escrito e publicado dois livros técnicos sobre o assunto.

 

birdman-of-alcatraz-3.jpg

 

Este facto é ainda mais notório pois Stroud era completamente amador e autodidata, trabalhava no interior de uma cela solitária, e tinha que lidar com todos os anticorpos do sistema prisional fossem eles prisioneiros, guardas ou o próprio diretor da cadeia.

 

É incrível perceber como um prisioneiro condenado a uma cela solitária, consegue comover-se com um pássaro ferido e, a partir daí, descobrir uma paixão de vida e assim desenvolver o conhecimento técnico num campo onde se sabia muito pouco.

 

birdman-of-alcatraz-4.jpg

 

O filme, a preto e branco, é uma obra-prima de interpretação, onde a dicotomia entre Burt Lancaster e Karl Malden se constrói numa simbiose perfeita entre prisioneiro e diretor, onde a simpatia passa a ódio muito rapidamente, sem grande respeito pela condição humana.

 

Especialistas da área criminal referem que Robert Stroud deveria ser chamado "Birdman of Leavenworth" pois em Alcatraz não lhe foi permitido ter qualquer ave na sua cela, e toda a investigação ornitológica foi desenvolvida em Leavenworth.

 

birdman-of-alcatraz-5.jpg

O verdadeiro Robert Stroud.

 

De qualquer modo, Stroud utilizou o seu tempo em Alcatraz para escrever a sua história de vida essencialmente passada sob o jugo do sistema penal americano e as suas condições algo deficitárias.

 

Os seus escritos acabam por ser publicados em livro que também serviu de base a este filme.    

 

No Sessão da Meia Noite ficámos agradavelmente surpreendidos por este filme, pela excelência das interpretações e pela grandiosa cinematografia a preto e branco.

 

É uma daqueles filmes em que podemos dizer que "é muita bom, mesmo"!!

 

Quem puder veja que não se vai arrepender!

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.