Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sessão da Meia Noite

Comentários pessoais e (in)transmissíveis sobre cinema e televisão.

Sessão da Meia Noite

Comentários pessoais e (in)transmissíveis sobre cinema e televisão.

O Anjo Caído da Música Country - Crazy Heart

Aproveitando a época de prémios cinematográficos decidi recuar um pouco no tempo e ver um vencedor do passado recente nos óscares.

 

CRazy heart poster.jpg

CRAZY HEART, 2009, de Scott Cooper, com Jeff Bridges, Maggie Gyllenhaal, Colin Farrell e Robert Duvall.

 

Este filme conta a história de um cantor/compositor de música country já na fase descendente da sua carreira, alcoólico, sem perspectivas, que conhece uma mulher, mais nova, que lhe dá a volta a cabeça e lhe faz tentar reconectar com a sua vida anterior.

Contudo, e como os vícios são complicados de vencer, é sempre mais fácil deixar-se levar por eles do que lutar e fazer a mudança.

Muitas vezes é necessario a noção de perda de algo muito importante para que se dê o “click” e uma escolha seja inevitável.

 

O argumento de Scott Cooper não é muito profundo mas as performaces de Maggie Gyllenhaal e especialmente Jeff Bridges – que aqui ganhou o seu primeiro óscar para melhor ator, elevam o filme a um nível completamente diferente.

 

carzy heart maggie gyllenhaal.jpg

Jeff Bridges tem uma naturalidade imensa no papel, contribuindo para isso o fato de ter interpretado todas as canções do filme. Segundo as críticas da especialidade, sem muito esforço ele teria muito sucesso no mundo da country music.

 

O realizador Scott Cooper opta por construir, nas cenas de exterior, planos alargados, dando um colorido especial e uma substância adicional ao mundo do pequeno cantor country. Gostei especialmente da cena do acidente do nosso herói Bad Blake.

 

Este é o primeiro filme que fez Scott Cooper ser notado como realizador, uma vez que a sua carreira de ator é anterior à de realizador, mas que foi a catapulta para “Para Além das Cinzas” de 2013 e, essencialmente a muito antecipado “Black Mass – Jogo Sujo” de 2015, que ficarão para posts futuros.

 

O filme cumpre todos os requisitos de uma drama romântico com excelentes interpretações que vão desde a desgraça à redenção numa naturalidade aparente sem grandes subterfúgios. Para os fãs de Jeff Bridges e de grandes interpretações este filme é a não perder. E além disso temos a rara oportunidade de ver Robert Duvall a cantar !!!

 

Fica um video de Jeff Bridges ao vivo a cantar a música do filme e que resume perfeitamente toda a história. Para apreciadores e curiosos.

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.