Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sessão da Meia Noite

Comentários pessoais e (in)transmissíveis sobre cinema e televisão.

Sessão da Meia Noite

Comentários pessoais e (in)transmissíveis sobre cinema e televisão.

Guardiões da Galáxia Vol. 2

O Sessão da Meia Noite tinha, e ainda tem, expectativas grandes sobre algumas obras deste ano e, a pouco e pouco, vamos conseguindo ver os filmes, e ir fazendo os nossos comentários.

 

Desta vez foi a última obra de James Gunn, onde se mistura ficção cientifica, aventura, comédia e ação, com valores familiares e a nostalgia dos ícones dos anos 1970 e 1980.

 

Guardiões da Galáxia 2 1.jpg

Guardians of the Galaxy Vol.2 - Guardiões da Galáxia Vol. 2, 2017, de James Gunn, com Chris Pratt, Zoe Saldana, Dave Bautista, Vin Diesel, Bradley Cooper, Michael Rooker, Karen Gillian, Pom Klementief, Sylvester Stallone, Kurt Russell, Elizabeth Debicki, Chris Sullivan, Sean Gunn, Tommy Flanagan., Laura Haddock, Rob Zombie, Seth Green, Molly C. Quinn, Stan Lee, Ving Rhames, Michelle Yeoh, David Hasselhoff.

 

O segundo volume das aventuras dos Guardiões da Galáxia é cronologicamente sequencial ao primeiro tomo da história, e pega um dos problemas que assola Peter Quill (Chris Pratt), que é o fato de ele desconhecer por completo quem é o seu pai..

 

Assim, após os eventos do primeiro filme, os Guardiões são agora consideramos como heróis. Numa sequência antes do genérico inicial, os Guardiões combatem uma ameaça multidimensional a uma raça que ainda não tínhamos visto - os Sovereigns.

 

Guardiões da Galáxia 2 2.jpg

 

Tudo corre bem mas Rocket (Bradley Cooper), e o seu instinto de fora-da-lei, trás consigo uma lembrança não autorizada, o que fará com que os nossos heróis passem a ser alvo de uma perseguição dos Sovereigns para reaverem os seus bens.

 

Nesta fuga, os Guardiões são salvos por um ser estranho - Ego (Kurt Russell), que se apresenta como o pai desaparecido de Peter.

 

A partir deste ponto vamos acompanhando Peter na descoberta da sua descendência, que na realidade é um semideus, passando pela estranheza inicial, o deslumbramento e o confronto com a dura realidade.

 

Pelo meio, Gamora (Zoe Saldana) vai demonstrando a sua desconfiança pela facilidade com que Peter aceita a realidade de Ego ser o seu pai. Esta desconfiança é alimentada pela atitudes suspeitas de Mantis (Pom Klementief), que é uma amiga de Ego e vive com ele no seu planeta.

 

Guardiões da Galáxia 2 3.jpg

 

Gamora também terá que lidar com situações afetivas complicadas desde a sua atração amorosa a Peter e a relação complicadíssima com a sua irmã - Nebula (Karen Gillian).

 

Pelo meio somos apresentados ao elemento mais fofinho do cinema dos últimos tempos: o pequeno Groot (com a voz de Vin Diesel). Como devem estar lembrados, no final do primeiro filme, Groot salva a trupe toda, de uma explosão que quase o mata mas, como ele é parte árvore, um ramo sobreviveu e foi crescendo.

 

Outro ponto de interesse deste filme são os Ravegers - uma comunidade de foras-da-lei de que Yondu (Michael Rooker) faz parte, e que nos vão dar o contexto para a real relação entre Yondu e Peter.

 

Guardiões da Galáxia 2 4.jpg

 

Aqui também temos os melhores cameos de sempre (e certamente bastante caros) com as pequenas participações de Sylvester Stallone, Michelle Yeoh e Ving Rhames.

 

A história é muito envolvente e completamente compatível com o passado, focando muito as relações familiares e afetivas, com os seus problemas de expressão e as diferenças na perceção das realidades.

 

A ação é o papel que embrulha todo este presente, muito bem coreografada e na medida certa, que cumpre na totalidade as nossa expectativas iniciais.

 

O objetivo de alargar a realidade dos Guardiões com outras espécies e mais personagens é muito conseguido, uma vez que deste modo James Gunn possibilitou o enriquecimento do contexto dos Guardiões, dando mais substância e suporte à realidade fantástica dos nossos heróis.

 

 

É uma excelente filme, quase familiar, com algo que pode interessar a qualquer cinéfilo. Na nossa opinião é certamente um dos melhores filmes do ano.

 

Classificação SMN: 10/10.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.