Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sessão da Meia Noite

Comentários pessoais e (in)transmissíveis sobre cinema e televisão.

Sessão da Meia Noite

Comentários pessoais e (in)transmissíveis sobre cinema e televisão.

Golden Raspberry Awards 2016 - Razzies

Na véspera da cerimónia de atribuição dos Óscares para os melhores de 2015, há outra cerimónia de prémios que “premeia” os piores do ano. Os prémios Golden Raspberry, carinhosamente conhecidos por Razzies, são uma paródia aos diversos prémios cinematográficos existentes e, mais especificamente, aos Óscares.

RazzieLogo180.jpg

 

Estes prémios tiveram um início muito modesto como se pode perceber (ninguém quer ser o pior ou sequer admitir sê-lo) em 1980, e foram criados pelo geek de cinema John Wilson numa tentativa de “premiar” com uma certa dose de comédia os maiores flops da temporada.

 

Estes prémios foram crescendo, desde a sala de estar de John Wilson em 31 de março de 1981, que premiou “A Música não Pode Parar” de Nancy Walker, Neil Daimond em “The Jazz Singer” e Brooke Shields em “A Lagoa Azul”até à 36ª Cerimónia que teve lugar a 27 de fevereiro no Palace Theatre em Los Angeles.

 

233razziesonbroadway-1.jpg

 

Normalmente trata-se um espetáculo essencialmente de comédia, onde se trata com algum humor, mas também com uma elevada dose de cinismo, as obras que obtiveram as mais fracas aceitações pelo público.

 

Como é obvio, os vencedores não costumam estar presentes na cerimónia. Contudo, por vezes há exceções, e é célebre o discurso de aceitação de Halle Berry para a pior atriz de 2004 em “Catwoman”.

 

 

Sobre o ano de 2015, os felizes contemplados foram os seguintes:

  • Pior Filme: “O Quarteto Fantástico” ex aequo com “As Cinquenta Sombras de Grey”
  • Pior Ator: Jamie Dornan em “As Cinquenta Sombras de Grey”
  • Pior Ator Secundário: Eddie Redmayne em “A Ascensão de Júpiter”
  • Pior Atriz: Dakota Johnson em “As Cinquenta Sombras de Grey”
  • Pior Atriz Secundária: Kaley Cuoco em “O Amigo do Peito” e como voz de Eleanor em “Alvin e os Esquilos: A Grande Aventura”
  • Pior Realizador: Josh Trank para “O Quarteto Fantástico”
  • Pior Combinação em Cena: Jamie Dornan e Dakota Johnson em “As Cinquenta Sombras de Grey”
  • Pior Argumento: “As Cinquenta Sombras de Grey” argumento de Kelly Marcel baseado na novela de E. L. James.
  • Pior Remake ou Sequela: “O Quarteto Fantástico”
  • Prémio Redenção: Sylvester Stallone em “Creed O Legado de Rocky”

 

Em suma, os grandes “vencedores” foram “As Cinquenta Sombras de Grey” com seis prémios e “O Quarteto Fantástico”com três. De notar ainda pela negativa o prémio para o oscarizado em 2015 e nomeado em 2016 Eddie Redmayne, e pela positiva (totalmente justo) Sylvester Stallone em “Creed O Legado de Rocky”.

 

50-shades-grey_0.jpg quarteto-fantastico-poster.jpg

 

Sobre “As Cinquenta Sombras de Grey” parece-me que o filme é fraco, contudo, não é o estilo de filmes que eu mais aprecio. Especulado sobre as razões destas “vitórias”, penso que as diferenças entre o livro e o argumento terão frustrado as expectativas do público e dos críticos, assim como as dificuldades em acertar com os protagonistas que foram sendo segundas (ou terceiras, ou …) escolhas.

 

Relativamente ao Quarteto Fantástico” é completamente justificado pois trata-se mais um reboot falhado de uma banda desenhada de super-heróis com bastante potencial. Falta-lhe uma equipa argumentista-realizador que tenham respeito pela banda desenhada, com créditos firmados, e que consigam margem de manobra dos junto dos poderosos estúdios.

Razzies.jpg

 

Estes prémios devem ser vistos na sua real dimensão, ou seja, como mais uma peça do folclore Hollywoodesco, tipicamente americano, que rodeia os Óscares, e que traz um pouco mais de humor e cinismo ao mundo das grandes produções de cinema.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.