Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sessão da Meia Noite

Comentários pessoais e (in)transmissíveis sobre cinema e televisão.

Sessão da Meia Noite

Comentários pessoais e (in)transmissíveis sobre cinema e televisão.

Demolição de Um Ícone Cinematográfico

Dando início a uma nova vertente do Sessão da Meia Noite sobre curiosidades (trivia), comentamos hoje sobre o desaparecimento de um ícone cinematográfico.

 

Não nos referimos a nenhum ator ou atriz, produtor, realizador ou sequer pessoa, mas sim uma estrutura arquitetónica. Trata-se da 6th Street Bridge em Los Angeles.

 

US_CA_44_1264_print_9000.jpg

 

Este nome provavelmente não será nada familiar, mas quase todos já terão visto esta ponte numa sequência de velocidade automóvel de algum filme, pois ela já apareceu em inúmeros filmes, vídeos musicais e até jogos de computador.

2DC6C2EA00000578-3288999-image-a-41_1445807489831.

Filmes como: “Gone in 60 Seconds”, Terminator 2”, “Terminator 3”, “Grease” , “Repo Man”, ”The Italian Job”, “Drive”, “The Dark Knight Rises”, “In Time”, “To Live and Die in L.A.”, “SWAT”, “The Naked Gun”, “Furious 7”, “Knight of Cups”; Vídeos musicais como: “The River” dos Good Charlotte, “Borderline” de Madonna, “Down” dos Blink 182, “American Bad Ass” de Kid Rock, “Walk” dos Foo Fighters, “Grenade” de Bruno Mars, “Happy” de Pharrell Williams; Séries de televisão como: “Lost”, “24”, “L.A. Heat”, “Melrose Place”, “Bosch” ou os jogos de computador Grand Theft Auto, Transformers ou Midnight Club, são apenas alguns exemplos.

2DC6C2F300000578-3288999-image-m-40_1445807476761.

 

A 6th Street Bridge, ou 6th Street Viaduct, foi construída em 1932 e é a mais longa de um conjunto de 14 pontes históricas que atravessam o rio Los Angeles, numa zona altamente urbanizada, ligando os bairros de LA Arts District a Boyle Heights.

 

A ponte foi construída totalmente em betão, usando tecnologia state-of-the-art para a altura.

2DC6DD0F00000578-3288999-image-a-42_1445807870101.

Contudo, cerca de 20 anos após a sua inauguração começou-se a verificar a desintegração das suas vigas principais devido a uma reação alcalina, denominada por ASR, onde os elementos constituintes do betão reagem entre si, essencialmente a sílica e os agregados, formando um microgel que absorve água. Esta água vai provocar o estalar do betão que, com o tempo, pode pôr em causa a estabilidade das estruturas.

 

Ao longo dos anos foram utilizadas diversas técnicas de remediação do problema, contudo nenhuma consegui corrigir o problema. Esta situação aliada ao resultado de um estudo de vulnerabilidade sísmica realizado em 2004, concluiu que a ponte tinha falta de estabilidade estrutural, deficiências de segurança, e uma elevada probabilidade de ruína em caso de um terramoto de media dimensão.

 

 

Todas estas questões selaram o destino da ponte. O processo de demolição teve início no presente mês de fevereiro e deverá estar concluído dentro de nove meses.

 

A obra de substituição do viaduto, foi orçamentada em $449 milhões de dólares, e deverá ser inaugurada em 2019, num projeto do arquiteto Michael Maltzan, denominado por “The Ribbon of Light”.

 

2DC6851B00000578-3288999-image-a-15_1445805160783.

 

Esperamos que esta “Fita de Luz” possa vir a ser também uma referência cinematográfica na senda do ícone que vem substituir.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.