Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Sessão da Meia Noite

Comentários pessoais e (in)transmissíveis sobre cinema e televisão.

Sessão da Meia Noite

Comentários pessoais e (in)transmissíveis sobre cinema e televisão.

Angry Birds - O Filme

O calor do verão chama por filmes leves e divertidos que, com a ajuda de uma bebida fresca, nos ajudem a suportar a torreira que nos invade por estes dias.

 

Seguindo esta ideia, o Sessão da Meia Noite aproveitou as férias para visionar alguns títulos do género, nomeadamente este filme que tenta mais uma vez transpor a realidade de um dos videojogos recentes mais populares para o cinema.

 

The_Angry_Birds_Movie_poster.png

Angry Birds – Angry Birds O Filme, 2016, de Clay Kaytis e Fergal Reilly, com as vozes de Jason Sudeikis, Josh Gad, Danny McBride, Maya Rudolph, Bill Hader, Peter Dinklage, Sean Penn, Keegan-Michael Key, Kate McKinnon, Tony Hale.

 

Este filme, que tenta ser uma comédia, é desenvolvido num ambiente da animação 3D muito bem construído, onde de pretende vislumbrar a razão pela qual estes pássaros ganharam o seu apelido.

 

Os pássaros, que aqui não conseguem voar, habitam uma ilha onde vivem felizes e contentes (à exceção de um deles – o protagonista Red), até à altura em que são visitados por uns porcos verdes, com intensões dúbias.

 

Angry Birds 2.jpg

 

Numa constante desconfiança da boa vontade aparente dos porcos, numa clássica interpretação do provérbio “quando a esmola é grande o pobre desconfia”, Red e os seus novos amigos Chuck e Bomb, vão tentar descobrir o porquê de tanta boa vontade, até que os porcos roubam todos os ovos dos pássaros, expondo assim as suas pérfidas intensões.

 

Liderados pelos nossos amigos desconfiados, os pássaros lançam-se assim numa epopeia de salvamento dos seus rebentos.

 

Angry Birds 3.jpg

 

Tecnicamente o filme é irrepreensível, ao nível do melhor que se tem visto sair dos estúdios da Pixar/Disney. Aqui a Rovio não deixou os seus créditos por mãos alheias.

 

A produtora finlandesa nesta co-produção com a Sony Pictures Imageworks não poupou no orçamento e conseguiu bons resultados.

 

Angry Birds 4.jpg

 

Esta obra não deixa de ser o filme mais caro de sempre da história do cinema finlandês, com um orçamento de produção estimado em cerca de 80 milhões de dólares (excluindo os custos de promoção).

 

No entanto, a principal falha do filme reside no argumento que acaba por não ser muito cativante ao ponto de não conseguir manter o espectador interessado durante os 97 minutos que dura o filme.

 

The_Angry_Birds_Movie 5.png

 

Os fãs mais aguerridos do jogo terão certamente opiniões diferentes mas, no Sessão da Meia Noite, pensamos que o filme vale essencialmente pela sua qualidade técnica. Nem a fofura dos passarinhos pequenos é suficiente.

 

A versão portuguesa conta com as vozes de Vasco Palmeirim, Manuel Marques, Eduardo Madeira, Agir, Blaya, Feromonas (o youtuber mais popular em Portugal) e Joaquim de Almeida.

 

Angry Birds 6.jpg

 

É um filme que não deixa de entreter, no campo das comédias de ação engraçadas mas sem ser muito mais do que isso.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.