Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Sessão da Meia Noite

Comentários pessoais e (in)transmissíveis sobre cinema e televisão.

Sessão da Meia Noite

Comentários pessoais e (in)transmissíveis sobre cinema e televisão.

The D Train

Hoje falamos de um filme que não chegou a estrear em Portugal. Lançado nos Estados Unidos da América em maio de 2015, este filme foi nomeado pelo Grande Júri do Festival Sundance para melhor filme dramático nesse ano.

 

The-D-Train-2015-1.jpg

The D Train, 2015, de Andrew Mogel e Jarrad Paul, com Jack Black, James Marsden, Kathryn Hahn, Jeffrey Tambor, Russel Posner.

 

O Sessão da Meia Noite foi atraído para este filme pela participação de Jack Black assim como pelo selo de qualidade atribuído por Sundance.

 

The-D-Train-2015-3.png

 

Esta comédia dramática relata das dificuldades na organização uma reunião de liceu “high school reunion” por Dan Landsman (Jack Black), que sempre quis acreditar que tinha uma popularidade acima da média, daí ter embarcado naturalmente nesta tarefa.

 

Com o avanço dos contatos, Dan vai tomando consciência daquilo que todos os seus colegas de tarefa já sabiam. Dan não era popular, não o tinha sido nos tempos de escola, e até os seus colegas o tentam evitar.

 

The-D-Train-2015-5.jpg

 

De modo a inverter esta tendência potencialmente depressiva, Dan tem a brilhante ideia de convencer o tipo mais popular no liceu – Oliver Lawless (James Marsden) a ir à reunião. Aos olhos de Dan e dos seus colegas, Oliver era um exemplo de quem havia conseguido atingir os seus sonhos (neste caso de ser ator).

 

Esta tarefa, que fará Dan viajar até Los Angeles, vai revelar-se mais complicada do que originalmente parecia, uma vez que vai por a descoberto as realidades das vidas dos dois protagonistas, longe daquilo que aparentam, confrontando-os com o facto de nenhum dos dois ter concretizado as suas expectativas de adolescente.

 

Oliver, que Dan pensava ser um ator realizado e famoso, está sem trabalho, nunca fez nenhum filme importante, não tem carreira, e vive num minúsculo apartamento, somente com a companhia das suas mágoas e algumas garrafas de álcool.

 

The-D-Train-2015-4.gif

 

Percebemos também que a frustração de Dan, e a sua vontade de ser reconhecido pelos seus ex-colegas, pode leva-lo a atos desesperados, que uma pessoa no seu normal estado de espírito não faria.

 

O filme, que no IMDb apresenta uma classificação demasiado baixa na nossa opinião, vale essencialmente pelas performances de Jack Black e de James Marsden, que personificam as expectativas frustradas de dois ex-colegas de escola de um modo muito credível e realista, ainda que com leves toques de comédia.

 

The-D-Train-2015-2.jpg

 

Dan e Oliver podiam ser quaisquer dois americanos com objetivos muito altos, saídos do liceu com a ilusão de que a vida seria igualmente fácil como o liceu, e que não haveria competição à sua altura.

 

As expectativas frustradas e a necessidade de reconhecimento de mérito pelos seus iguais são os principais assuntos focados neste filme que termina por nos apresentar uma moral importante: Devemos sempre perceber quem são as pessoas que realmente importam, pois estas têm são as opiniões mais importantes para nós.

 

 

 

No fundo este filme é interessante pela mensagem que tenta transmitir e pelas performances dos atores principais, mas sofre com o argumento fraco e sem grande consequência.